Dicas: como lidar com idosos com Alzheimer?

Dicas: como lidar com idosos com Alzheimer?

O Alzheimer é um quadro neurodegenerativo progressivo muito comum em idosos. O diagnóstico, que não possui cura, afeta o cérebro e ocasiona sintomas como: perda de memória, dificuldades de raciocínio, alterações comportamentais, desorientação de espaço ou tempo, entre outros.

Essa condição possui tratamentos medicamentosos e por meio de estímulos cognitivos, que diminuem o avanço dos sintomas, proporcionando mais qualidade de vida ao paciente e seus familiares. 

Quando um idoso é diagnosticado com Alzheimer, é comum que as pessoas próximas tenham uma série de dúvidas e que, com o passar do tempo, novos desafios surjam, afinal esse é um quadro dividido em estágios. 

Com o avanço da doença, é natural que alguns sintomas fiquem mais perceptíveis e que a comunicação com o idoso seja prejudicada. 

Por isso, listamos abaixo algumas dicas que podem ajudar profissionais e familiares na convivência com idosos com Alzheimer.

Como criar uma boa convivência? 

Manter uma convivência saudável pode proporcionar mais qualidade de vida ao idoso com Alzheimer. 

Quem possui essa condição, desenvolve questões que vão desde a irritabilidade até o esquecimento, podendo inclusive não se lembrar dos familiares. Por isso, é preciso que as pessoas próximas saibam como lidar com o diagnóstico no dia a dia. 

Comunicação 

Quando são diagnosticados com Alzheimer, muitos idosos passam a morar com seus familiares. Enquanto outros, residem em lares de longa permanência. 

Independentemente das situações, no entanto, a comunicação é essencial para manter a saúde mental do idoso. Por isso, é recomendado:

  • Recorrer à linguagem corporal para auxiliar na interpretação;
  • Falar pausadamente e com contato visual;
  • Manter atitudes afetuosas;
  • Utilizar frases curtas e simples;
  • Fazer apenas uma pergunta de cada vez;
  • Evitar criticar ou corrigir o que está sendo dito por ele;
  • Comentar sobre algum tema que seja do interesse de ambos;
  • Pedir ajuda ao idoso na realização de tarefas simples. 

Alimentação

A alimentação também é um fator muito importante para manter a saúde do idoso com Alzheimer. Afinal, ela estimula o prazer, a memória afetiva e os sentidos, como olfato e paladar. 

Por isso, é importante:

  • Explicar o que tem no prato; 
  • Preparar refeições que agradem o idoso;
  • Mostrar para que servem os talheres dispostos à mesa;
  • Oferecer guardanapos grandes;
  • Evitar falar enquanto o idoso está se alimentando;
  • Evitar outras distrações, como músicas, fotos, vídeos e programas de TV. 

Em casa 

A estrutura da casa precisa estar adaptada para o idoso com Alzheimer. Por isso, é importante:

  • Não realizar mudanças frequentes na disposição dos móveis e ambientes;
  • Evitar o uso de pisos escorregadios (prefira os antiderrapantes);
  • Evitar o uso de tapetes, que podem causar acidentes domésticos;
  • Deixar os ambientes bem iluminados;
  • Usar corrimões (caso existam escadas na residência); 
  • Se houver um segundo andar, optar por parapeitos ou redes de proteção;
  • Colocar barras de apoio nos banheiros;
  • Manter o ambiente calmo e sem ruídos;
  • Evitar mesas de centro ou bancadas.

O Alzheimer 

Lidar com idosos com Alzheimer é uma tarefa que exige entrega e atenção. 

Como sabemos, um idoso possui diversas necessidades, que aumentam quando existe este tipo de diagnóstico.

É importante ressaltar, no entanto, que atitudes como as listadas acima podem facilitar a convivência com o idoso, colaborando para um cotidiano com mais qualidade de vida.

4.7/5 - (15 votes)

Receba nossos conteúdos por e-mail

Compartilhe o post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Receba nossos conteúdos por e-mail