Como melhorar a comunicação com idosos diagnosticados com Alzheimer?

Como melhorar a comunicação com idosos diagnosticados com Alzheimer?

Segundo dados da ABRAZ (Associação Brasileira de Alzheimer), cerca de 1,2 milhão de brasileiros possuem o diagnóstico de Alzheimer, que é progressivo e neurodegenerativo. 

A condição tem maior incidência em idosos, causando sintomas como: perda de memória, alterações comportamentais, dificuldade de raciocínio e desorientação (de tempo ou espaço).

O Alzheimer possui três fases distintas e conforme avança provoca mudanças profundas na vida do diagnosticado e seus familiares. É comum que um idoso com essa condição não reconheça, por exemplo, pessoas próximas ou que tenha dificuldades para compreender o que está sendo dito. 

É importante ressaltar, no entanto, que a comunicação segue sendo essencial na rotina. Por isso, elaboramos algumas dicas que podem ajudar você, que possui um familiar com esse quadro clínico, a manter uma comunicação assertiva.

Confira algumas dicas de comunicação

A interação é uma grande aliada contra a solidão. Além disso, ajuda no raciocínio, mantendo a mente ativa.

Apesar das dificuldades que são comuns nessa condição, existem maneiras de se comunicar que podem proporcionar uma experiência proveitosa para o idoso e seus familiares. 

São elas:

  • Ter paciência e tranquilidade: quando uma pessoa, seja ela cuidador ou familiar, não inicia a conversa de maneira harmônica, o idoso se sente coagido e perde o interesse em transmitir seus sentimentos e pensamentos.
  • Repetição: o idoso pode não ouvir com clareza o que foi dito. Então, o aconselhado é repetir a frase anteriormente falada, sem alterações de voz.
  • Evitar críticas ou correções: quando a pessoa diz algo inconsistente, o ideal é tentar entender o sentido e o significado da fala.
  • Prefira frases curtas e objetivas: quanto menor e mais diretas forem as frases ditas, melhor será a interpretação.
  • Evite discussões: contrariar pode gerar episódios de irritabilidade.
  • Não interrompa: ninguém gosta de interrupções. O mesmo vale para os idosos diagnosticados com Alzheimer, principalmente se apresentarem dificuldade na fala.
  • Clareza: quando for sugerir alguma atividade, tente demonstrar com exemplos claros e visuais. Evite que o idoso não compreenda o que está sendo dito.
  • Fala aberta: quando for conversar com um idoso que possui o diagnóstico de  Alzheimer, não coloque as mãos na frente da boca, assim você poderá facilitar a interpretação do que está sendo dito.
  • Adote bom volume de fala: falar em um tom suave e um pouco acima do normal, pode fazer com que o idoso ouça com mais clareza.
  • Faça uma pergunta por vez: muitas vezes, o idoso possui dificuldade em acompanhar várias perguntas. Para evitar esse desconforto, prefira fazer uma questão por vez.
  • Não adotar tons infantilizados: não trate o idoso com Alzheimer de maneira infantilizada. Falar normalmente ajuda na compreensão e mantém a lucidez.
  • Manter contato visual: olhar nos olhos enquanto conversa ajuda o idoso a permanecer focado no diálogo.
  • Falar sempre de frente: estar de frente com o idoso facilita a interpretação e o estimula a manter o foco em quem está falando.

A comunicação é o principal pilar da interação, principalmente para os idosos diagnosticados com Alzheimer. Por isso, ao iniciar uma conversa com o seu familiar que possui esta condição, utilize as dicas acima.

Cora Residencial Senior

Na Cora Residencial Senior, proporcionamos diariamente atividades de estímulo cognitivo aos idosos. Essas práticas são fundamentais para controlar o avanço dos sintomas de Alzheimer, garantindo bem-estar e qualidade de vida.

Por meio de nossa equipe multidisciplinar, acompanhamos possíveis alterações no quadro clínico e oferecemos a melhor linha de cuidados ao residente.

Fale conosco e agende uma visita virtual à uma de nossas unidades. Estamos na cidade de São Paulo, nas regiões de Higienópolis, Campo Belo, Ipiranga, Jardins e Tatuapé.

4.7/5 - (43 votes)

Receba nossos conteúdos por e-mail

Compartilhe o post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Receba nossos conteúdos por e-mail