Como a pandemia afetou e tem afetado a saúde mental dos idosos

Como a pandemia afetou e tem afetado a saúde mental dos idosos

Você já deve ter visto em diversas matérias e reportagens que os idosos estão no grupo de risco do novo coronavírus (COVID-19). Isso se deve ao fato da facilidade da entrada do vírus em organismos menos resistentes, como o dos idosos. Essa vulnerabilidade também faz com que a doença se espalhe muito mais rapidamente pelo corpo, causando danos quase irreversíveis para quem contrai.

Com o isolamento social, os idosos tiveram que deixar de realizar muitas atividades que costumavam fazer antes da pandemia, deixando a saúde mental bastante abalada.

Confira agora alguns dos problemas causados e como ajudar:

Isolamento

Com essa necessidade de estar sempre em casa, muitos idosos que moram sozinhos não puderam nem mesmo ver seus familiares. Uma saída para continuar a comunicar-se mesmo distante é a tecnologia. Faça vídeo-chamadas e ligações para estar sempre próximo.

Estresse

Mesmo com uma companhia em casa ou em uma instituição como residenciais para idosos, o idoso, seja por conta dos noticiários ou conversas com outras pessoas, pode ficar assustado e nervoso. Por isso, é preciso sempre tranquilizá-lo e até evitar assistir às informações negativas do noticiário.

Falta de exercícios

A falta de exercícios e caminhadas é bastante prejudicial não só para a saúde física, mas também para a mental, já que até mesmo aquele simples ato de “tomar um ar” auxilia até mesmo na organização de pensamentos. Por isso, exercícios em casa podem ser realizados regularmente, com a mesma frequência das caminhadas externas, melhorando as articulações e a mente. Para deixar como exemplo, você pode fazer: apoio de frente para a parede, alongamentos, sentar e levantar da cadeira, entre outros.

Alimentação

Um momento como esse em que estamos vivendo pode gerar um desequilíbrio na alimentação, já que os níveis de estresse e ansiedade aumentam bastante, como citado mais acima. Isso faz com que o idoso diminua ou aumente a quantidade de alimentos ingeridos. Essa variação é altamente prejudicial ao organismo dos idosos.

Portanto, é necessário que antes de tudo, o idoso coma em um local tranquilo, para que possa ter uma mastigação melhor, o que estimula a sensação de saciedade.

Cereal, legumes, carnes magras, frutas e verduras têm uma importância muito grande na dieta que será feita e moderação no consumo de embutidos, ingestão de sal e refrigerantes.

Um residencial para idosos acolhedor

A Cora é um residencial para idosos que possui a mais completa estrutura para acolher o seu familiar nesse momento. Com uma estrutura ampla, segura e confortável, profissionais multidisciplinares e uma ampla gama de atividades de estimulação física e cognitiva.

Também temos como um de nossos pilares, a socialização, criando oportunidades de interação e desenvolvimento de relacionamentos com outros residentes.

Por isso, se precisa de um lugar acolhedor que cuida muito bem da saúde mental e física do seu familiar idoso, fale conosco!

Receba nossos conteúdos por e-mail

Compartilhe o post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Receba nossos conteúdos por e-mail

Este site utiliza cookies e scripts externos para melhorar a sua experiência.