cuidado-humanizado-residencial-para-idosos

Atendimento humanizado de idosos: o que é e sua importância

Quando se fala em atendimento humanizado, logo se lembra do ambiente de um hospital. Mas nas instituições de longa permanência para idosos (ILPIs), os mesmos protocolos adotados nas casas de saúde são seguidos. Afinal, segundo a Constituição Brasileira e o Estatuto do Idoso, é dever de toda a sociedade cuidar das pessoas idosas e zelar pelo respeito aos seus direitos.

Aqui na Cora Residencial Senior o atendimento é baseado nos princípios do atendimento humanizado. A nossa equipe multiprofissional, composta por médicos, enfermeiros, cuidadores e outros especialistas, preza pelo cuidado humanizado dos residentes. Assim, eles podem realmente se sentir acolhidos, como se estivessem em casa.

Esse olhar, portanto, impacta não apenas no residente, mas em seus familiares, na equipe multiprofissional e em todos os funcionários que atuam nas instituições de cuidados geriátricos.

Nos hospitais, que também são ambientes frequentados por pessoas idosas, o cuidado humanizado impacta positivamente na equipe médica e no próprio tratamento do paciente.

Isso porque o atendimento integral e personalizado faz com que o médico ou enfermeiro veja e ouça o paciente, obtendo informações importantes sobre o seu estado de saúde.

Por sua vez, o paciente sente mais confiança no corpo clínico e segue à risca o tratamento indicado.

Então, quer saber mais sobre o conceito de atendimento humanizado e como ele é percebido no dia a dia de uma ILPI? Acompanhe o restante deste artigo.

Como reconhecer o atendimento humanizado?

Ser chamado pelo nome, ser comunicado de todos os processos de atendimento de forma simples, sincera e transparente e poder confiar na qualidade do serviço prestado são os diferenciais do cuidado humanizado.

Nesse sentido, o atendimento digno se torna um grande diferencial quando falamos de serviços geriátricos. Afinal, os idosos pertencem a uma faixa populacional que necessita de cuidados, principalmente se os membros desse grupo têm alguma doença crônica com algum nível de dependência.

Mas a pergunta é: como diferenciar o cuidado humanizado, já que muitas instituições de longa permanência divulgam a humanização como sendo um diferencial de atendimento?

Então, veja a seguir um pouquinho mais sobre o conceito e as suas diferenças com o atendimento convencional.

Atendimento humanizado x atendimento desumanizado

Comparativamente, o atendimento humanizado consiste na atenção integral. Logo, é possível perceber um cuidado redobrado para com o residente por parte de toda a equipe, desde a recepcionista que recebe cordialmente o familiar para uma visita, até o geriatra que atende às necessidades clínicas do idoso.

Confira, portanto, algumas características da humanização do atendimento:

Cuidados humanizados

  • residente é sempre chamado pelo nome;
  • ele recebe todas as informações de que necessita de forma clara e objetiva;
  • membros da equipe multiprofissional têm empatia, preocupando- se com o bem-estar do idoso;
  • respeito às opiniões, medos e crenças individuais;
  • residente sente que não é um número, mas um ser humano que é importante para muitas pessoas.

Reflexos positivos da humanização: veja as principais vantagens

Como dissemos no início do artigo, não é apenas o residente que é beneficiado com o cuidado humanizado. De fato, com aconselhamento e informações transparentes repassadas pela equipe multiprofissional, o indivíduo tende a confiar nos profissionais e seguir as recomendações.

Já para os profissionais, a humanização reflete na empatia e no cuidado. Afinal, ao ouvir o paciente, o profissional tem condições de fazer uma análise integral do quadro e chegar a conclusões mais precisas.

Assim, todos ganham. Lembrando que o atendimento digno exige o envolvimento de todos, inclusive da instituição de longa permanência em oferecer uma infraestrutura adequada.

Na Cora Residencial Sênior, os espaços foram projetados e adaptados especialmente para o público idoso, prevendo as eventuais limitações de locomoção e necessidade de espaços arejados e bem iluminados para proporcionar bem-estar.

Impactos da humanização numa ILPI

Nas instituições de longa permanência para idosos, o cuidado digno deve nortear todos os processos de atendimento. Pois, em suma, a humanização no atendimento reflete positivamente na percepção da família do residente.

Afinal, os familiares podem se sentir culpados por permitir ou aceitar que o idoso fixe moradia numa ILPI. Mas ao perceberem o ambiente acolhedor, cercado de cuidados especiais, ficam mais tranquilos.

Aqui na Cora, o reforço vem do colaborador chamado de “anjo” que é responsável por auxiliar a adaptação do novo residente neste primeiro momento, auxiliando-o e tirando todas as suas dúvidas.

A Cora Residencial Sênior é uma ILPI que tem a visão humanizada em seu DNA. Isso porque os residentes são tratados de forma personalizada, desde a concepção da estrutura física das unidades até o atendimento da equipe multiprofissional.

Todo esse cuidado reconhece o protagonismo do residente, que deseja encontrar um atendimento respeitoso e com uma nova ótica, sempre pautada na empatia e no respeito.

A equipe multiprofissional, por sua vez, atua no sentido de olhar as necessidades dos idosos sob todos os pontos de vista, do nutricional ao cuidado do dia a dia, conforme o conhecimento técnico e as habilidades de cada integrante.

E essa visão está muito associada ao que preconiza o Estatuto do Idoso e às normas dos órgãos federais sobre o funcionamento das instituições para idosos.

Para concluir, o atendimento humanizado ao idoso leva em conta o respeito e a gratidão pelos anos vividos por essa faixa populacional que só tem crescido nos últimos anos.

Portanto, em qualquer atividade ou atendimento, o idoso sente-se bem assistido em suas dúvidas, dores e medos, independentemente do seu grau de dependência ou do seu estado clínico.

Como já foi dito, a Cora Residencial Sênior já possui esse conceito inerente às suas práticas diárias, em toda a sua equipe, nos mais diferentes estágios de atendimento, seja ao residente ou ao seu familiar.

Ficou curioso para conhecer melhor nossa estrutura, atendimento e programação de atividades? Então, marque uma visita para conhecer uma de nossas unidades em São Paulo.

Compartilhe o post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Este site utiliza cookies e scripts externos para melhorar a sua experiência. A sua esquerda se especifica quais cookies e scripts são utilizados e como eles afetam a sua visita. Você pode alterar a sua configuração a qualquer momento.

Para saber mais sobre a nossa Política de Privacidade, acesse: https://www.clinicasaintemarie.com.br/politica-de-privacidade

Essas configurações se aplicarão apenas ao navegador e ao dispositivo que você está usando no momento.

Em particular, este site utiliza o Google Analytics, um serviço de análise web fornecido pela Google, Inc. com sede nos Estados Unidos, com sede em 1600 Amphitheatre Parkway, Mountain View, ca 94043.

Para a prestação destes serviços, o Google utiliza cookies que coletam informações, incluindo o endereço IP do usuário, que será transmitida, tratada e armazenada pelo Google nos termos fixados na web Google.com. Isso inclui a possível transmissão de tais informações a terceiros por motivos de exigência legal ou quando estes terceiros processem a informação por conta do Google.

Para consultar o tipo de cookie utilizado pelo Google, além do cookie do Google+ e Google Maps na url abaixo:
>>>https://policies.google.com/technologies/types?

O Google Ad utiliza cookies para exibir anúncios personalizados neste site. Você pode desativar o uso do cookie DART através do anúncio do Google ou acessando diretamente este link https://support.google.com/adsense/troubleshooter/1631343?hl=pt-BR.

Usamos empresas de publicidade de terceiros para veicular anúncios quando visita o nosso website. É possível que estas empresas utilizem a informação que recebem de suas visitas a este e a outros websites (sem incluir o seu nome, endereço, endereço de e-mail ou número de telefone) para lhe fornecer anúncios sobre produtos e serviços que lhe são de interesse.

Ao usar este site, você concorda com o processamento de dados pelo Google na forma e para os fins indicados.

Cookies de redes sociais podem ser armazenadas no seu navegador enquanto você navega pelo blog, por exemplo, quando você usa o botão de compartilhar um artigo em alguma rede social.

As empresas que geram esses cookies correspondentes as redes sociais que utiliza este blog tem suas próprias políticas de cookies:

Cookie do Linkedin, segundo o disposto em sua Política de cookies.
->https://www.linkedin.com/legal/cookie-policy?trk=hp-cookies

Cookie de Facebook, de acordo com o disposto em sua Política de cookies.
->https://www.facebook.com/policies/cookies/

Cookie do YouTube, de acordo com o disposto em sua Política de cookies.
->https://policies.google.com/technologies/cookies?hl=pt

Cookie de Instagram, segundo o disposto em sua Política de cookies.
->https://help.instagram.com/1896641480634370?ref=ig

Assim, as implicações de privacidade serão em função de cada rede social e dependem da configuração de privacidade que tenha nessa rede.

Em nenhum caso podemos obter informações de identificação pessoal de cookies.

Este site utiliza cookies e scripts externos para melhorar a sua experiência.