Diferenças-entre-Alzheimer-e-Demência

Diferenças entre Alzheimer e Demência

Alzheimer e demência são dois termos frequentemente usados ​​de forma intercambiável para descrever uma condição com sintomas que incluem perda de memória e comprometimento cognitivo. Embora as duas condições estejam conectadas, os dois termos são na verdade bastante diferentes e entender as diferenças entre os dois é importante para pessoas que vivem com a doença, familiares, cuidadores e profissionais médicos.

O que é demência? 

Demência e Alzheimer não são a mesma condição. Demência é, na verdade, o nome de um grupo de doenças que incluem Alzheimer.

Além disso, a demência é mais do que mero esquecimento. Para ser diagnosticado com demência, um indivíduo deve ter problemas com pelo menos duas das seguintes áreas cognitivas:

  • Memória;
  • Comunicação e discurso;
  • Foco e concentração;
  • Raciocínio e julgamento;
  • Percepção visual (incluindo dificuldade em detectar movimento, diferenciar cores ou experimentar alucinações).

Diferentes sintomas estão associados a cada tipo de demência e muitos sintomas se sobrepõem, tornando o tipo exato de demência difícil de diagnosticar. Um indivíduo também pode ter mais de um tipo de demência. Compartilhar histórico médico, sinais e sintomas, bem como fazer exames cognitivos e até mesmo fazer varreduras de imagens cerebrais pode ajudar os profissionais médicos a diagnosticar a demência corretamente.

Tipos de demência

1. Demência vascular

A demência vascular ou comprometimento cognitivo vascular é considerada a segunda causa mais comum de demência após o Alzheimer. Ela está ligada ao fluxo sanguíneo inadequado que danifica e, eventualmente, mata as células do cérebro, provocando um derrame ou mini-derrame. 

2. Demência por corpos de Lewy

A demência por corpos de Lewy é considerada a terceira forma mais comum de demência. É progressiva e causada por depósitos microscópicos anormais que danificam as células cerebrais. 

3. Demência frontotemporal

A demência frontotemporal, também conhecida como degeneração frontotemporal ou doença de Pick, é uma forma de demência causada pela perda progressiva de células nervosas nos lobos frontais (atrás da testa) ou lobos temporais (atrás das orelhas) do cérebro.

4. Doença de Creutzfeldt-jakob

Este é um tipo de demência rara, progressiva, degenerativa e fatal. Esta forma de demência afeta uma em um milhão de pessoas por ano em todo o mundo. Os sintomas geralmente se tornam aparentes por volta dos 60 anos e 90% das pessoas com diagnóstico morrem dentro de 1 ano após o diagnóstico.

5. Doença de Huntington

A doença de Huntington é uma forma de demência que causa a degradação degenerativa das células nervosas do cérebro. A doença é genética e cada filho de um pai com a doença tem 50% de chance de carregar o gene.

O que é Alzheimer?

Alzheimer é a forma mais comum de demência. Cerca de 60% – 80% de todos os diagnósticos de demência são da doença de Alzheimer. É progressivo, não tem cura e nenhuma maneira comprovada de parar ou retardar seus avanços.

É muito difícil de diagnosticar e, até recentemente, só podia ser diagnosticado postumamente. Agora, com os avanços tecnológicos em imagens do cérebro, os médicos conseguem ver se as proteínas associadas ao Alzheimer estão presentes. Os médicos também usam testes cognitivos que examinam a memória, o aprendizado e a capacidade cognitiva de uma pessoa para diagnóstico.

Proteínas associadas à doença de Alzheimer

Embora a causa exata do Alzheimer seja desconhecida, existem duas proteínas que criam placas e emaranhados no cérebro que são os principais suspeitos de morte celular e perda de tecido no Alzheimer. A beta-amilóide é uma proteína que se agrupa e cria placas no cérebro. Essas placas se acumulam entre as células nervosas e acredita-se que bloqueiem a sinalização célula a célula. Estudos também sugeriram que eles podem desencadear inflamação e destruir células deficientes.

Dentro das células moribundas, os pesquisadores encontraram emaranhados de outra proteína chamada tau. Normalmente, o tau é responsável por regular o sistema de transporte no cérebro. Mas, quando o tau fica emaranhado, ele essencialmente desintegra esse sistema de transporte e impede que os nutrientes se movam para as células, acabando por matá-las.

A maioria das pessoas desenvolve essas placas e emaranhados em algum ponto, mas as pessoas com Alzheimer desenvolvem muito mais. Na progressão do Alzheimer, as placas e emaranhados seguem um padrão, afetando primeiro as áreas de aprendizagem e memória do cérebro e depois se espalhando.

Sintomas:

Os sintomas da doença de Alzheimer vão além dos sintomas de demência e podem incluir:

  • Depressão
  • Apatia
  • Dificuldade em lembrar eventos recentes
  • Desorientação ou confusão
  • Mudanças comportamentais
  • Dificuldade em engolir, falar ou andar nas fases posteriores

Tratamento e cuidados para demência e Alzheimer

Ser capaz de diagnosticar com precisão o Alzheimer de outras formas de demência afeta planos de tratamento e opções de cuidados. Na maioria dos casos, a demência é irreversível e incurável. No entanto, existem alguns medicamentos que podem ajudar a controlar os sintomas da demência.

Alzheimer é uma doença terminal e os indivíduos diagnosticados vivem em média 4 a 8 anos após o diagnóstico. Nos estágios mais avançados da doença, podem ser necessários cuidados domiciliares ou mudança para uma instituição de cuidados.  

E no caso de uma mudança para uma instituição, a Cora está à disposição. Somos um residencial para idosos com cuidados humanizados, desenvolvimento de atividade com estímulo cognitivo e atenção para todas as necessidades do idoso, independente do estágio do Alzheimer.

Compartilhe o post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Este site utiliza cookies e scripts externos para melhorar a sua experiência. A sua esquerda se especifica quais cookies e scripts são utilizados e como eles afetam a sua visita. Você pode alterar a sua configuração a qualquer momento.

Para saber mais sobre a nossa Política de Privacidade, acesse: https://www.clinicasaintemarie.com.br/politica-de-privacidade

Essas configurações se aplicarão apenas ao navegador e ao dispositivo que você está usando no momento.

Em particular, este site utiliza o Google Analytics, um serviço de análise web fornecido pela Google, Inc. com sede nos Estados Unidos, com sede em 1600 Amphitheatre Parkway, Mountain View, ca 94043.

Para a prestação destes serviços, o Google utiliza cookies que coletam informações, incluindo o endereço IP do usuário, que será transmitida, tratada e armazenada pelo Google nos termos fixados na web Google.com. Isso inclui a possível transmissão de tais informações a terceiros por motivos de exigência legal ou quando estes terceiros processem a informação por conta do Google.

Para consultar o tipo de cookie utilizado pelo Google, além do cookie do Google+ e Google Maps na url abaixo:
>>>https://policies.google.com/technologies/types?

O Google Ad utiliza cookies para exibir anúncios personalizados neste site. Você pode desativar o uso do cookie DART através do anúncio do Google ou acessando diretamente este link https://support.google.com/adsense/troubleshooter/1631343?hl=pt-BR.

Usamos empresas de publicidade de terceiros para veicular anúncios quando visita o nosso website. É possível que estas empresas utilizem a informação que recebem de suas visitas a este e a outros websites (sem incluir o seu nome, endereço, endereço de e-mail ou número de telefone) para lhe fornecer anúncios sobre produtos e serviços que lhe são de interesse.

Ao usar este site, você concorda com o processamento de dados pelo Google na forma e para os fins indicados.

Cookies de redes sociais podem ser armazenadas no seu navegador enquanto você navega pelo blog, por exemplo, quando você usa o botão de compartilhar um artigo em alguma rede social.

As empresas que geram esses cookies correspondentes as redes sociais que utiliza este blog tem suas próprias políticas de cookies:

Cookie do Linkedin, segundo o disposto em sua Política de cookies.
->https://www.linkedin.com/legal/cookie-policy?trk=hp-cookies

Cookie de Facebook, de acordo com o disposto em sua Política de cookies.
->https://www.facebook.com/policies/cookies/

Cookie do YouTube, de acordo com o disposto em sua Política de cookies.
->https://policies.google.com/technologies/cookies?hl=pt

Cookie de Instagram, segundo o disposto em sua Política de cookies.
->https://help.instagram.com/1896641480634370?ref=ig

Assim, as implicações de privacidade serão em função de cada rede social e dependem da configuração de privacidade que tenha nessa rede.

Em nenhum caso podemos obter informações de identificação pessoal de cookies.

Este site utiliza cookies e scripts externos para melhorar a sua experiência.